Total de visualizações de página

terça-feira, 21 de abril de 2015

Transtorno do Déficit de Atenção e Hiperatividade em crianças: Desordem ou Dom ?

                                           Amor, Família, Inteligência Emocional

Você provavelmente sabe que uma criança distraída tem dificuldade de concentração e nunca fica parada. Ela deve ter Transtorno do Déficit de Atenção e Hiperatividade, certo? Talvez não. Na verdade, essa criança, provavelmente, tem um dom do qual você não está ciente.

A energia única em cada criança
Toda criança nasce com uma natureza única. No meu trabalho com as crianças, eu descobri quatro padrões distintos de energia que as crianças expressam naturalmente.
Você provavelmente já viu esses padrões. Algumas crianças são naturalmente mais ativas, enquanto outras são mais moderadas. Algumas crianças precisam de mais tempo no social, enquanto outras querem solidão.
Descrevo estas energias diferentes em quatro tipos. Quando você sabe qual tipo de energia a criança expressa, você aprende muito sobre o que as torna únicas.

Como os quatro tipos representam o Transtorno?
No meu modelo de comportamento de crianças, o primeiro dos quatro tipos expressa uma forma aleatória, uma luz não estruturada. Eu chamo esse tipo de Crianças Divertidas e Amorosas (Tipo 1). Elas se conectam com o mundo social e interagem com ele.
Quando colocadas em um ambiente altamente estruturado (como a escola), sua energia é muitas vezes incompreendida. Elas são julgadas como desfocadas e hiperativas. Em suma, Transtorno do Déficit de Atenção e Hiperatividade .

 que realmente está acontecendo?
Em um esforço para libertar-se de muita estrutura, as crianças tipo 1 tornam-se mais altas e aleatórias do que naturalmente são. Elas fazem isso para resistir a uma estrutura que vai contra a sua natureza.
A verdade é que estas crianças podem se concentrar (e realmente se concentram), em um ambiente mais desestruturado de aprendizado.

Porque isso é um presente?
Todos os quatro tipos de crianças expressam dons naturais.
Crianças Divertidas e Amorosas (Tipo 1) naturalmente trazem outros tipos de energia e iluminam nosso humor. Elas têm mentes brilhantes que pensam tão rápido que você tem a impressão de que elas não estão se concentrando em tudo, mas estão.
Estas crianças têm o dom de ter mais ideias do que podem realizar. Isto pode fazê-las parecerem dispersas. Mas, se você apreciar suas ideias e orientá-las no jeito certo de prosseguir, você vai ajudar estas crianças a expressarem um tremendo poder criativo.

Os outros três tipos de Crianças

Eu mencionei apenas as crianças Divertidas e Amorosas (Tipo 1). Elas são as mais propensas a serem diagnosticadas com Transtorno do Déficit de Atenção e Hiperatividade. Mas é importante entender também os outros três tipos de crianças.

Crianças Sensitivas (Tipo 2)

Essas crianças muitas vezes se adaptam a uma estrutura escolar. Mais suaves, elas tendem a seguir o fluxo. Elas naturalmente trazem paz. Seu principal desafio é se preocupar muito com os detalhes.

Crianças Determinadas (Tipo 3)

Orientadas para conseguirem resultados, essas crianças realizam tarefas rapidamente. Elas também podem ser diagnosticadas erroneamente com Transtorno do Déficit de Atenção e Hiperatividade, pois geralmente realizam suas tarefas muito antes de seus colegas de classe. Eles podem experimentar o desafio de serem mal interpretadas como indisciplinadas ou hiperativas.

Crianças Sérias (Tipo 4)

Com um movimento mais exato e analítico, essas crianças aceitam ou rejeitam a estrutura da escola. Elas podem se concentrar naturalmente em uma tarefa por longos períodos de tempo. Elas são muitas vezes mal interpretadas como críticas, mas quando parabenizadas por sua natureza, são muito respeitosas.

Como nós machucamos nossas crianças
Muitos argumentam se o transtorno existe ou não. Eu não estou tomando um lado.
Estou, no entanto, apontando uma tendência que fere os nossos filhos. Como, às vezes, rotular seus dons naturais como pontos fracos, porque não os compreendemos.
O Transtorno do Déficit de Atenção e Hiperatividade é apenas um exemplo. Muitas crianças só são diagnosticadas com ele quando começam a estudar. Isso não é rotular? Precisamos reconhecer que muitas vezes crianças que não possuem o transtorno estão sendo diagnosticadas com ele.
Em um sistema cultural e de ensino que exige um comportamento mais focado, estruturado, crianças com energia naturalmente mais elevada são classificadas como hiperativas. Precisamos reavaliar nossa percepção sobre estas crianças ou vamos continuar a feri-las, dizendo a elas que são falhas.

Um convite para pais, professores, treinadores e mentores
Você pode ser pai, professor ou trabalhar com crianças que acha que são hiperativas, muito tímidas, indisciplinadas, ou muito explosivas. Considere a possibilidade de que os problemas que você vê nessas crianças pode, na verdade, ser uma evidência de suas maiores forças.
Convido você a parar de rotular dons naturais de seus filhos como deficiência.
Ao invés disso, pergunte a si mesmo: “Como posso honrar a energia natural desta criança e permitir que ela atinja o seu maior potencial?”
Seu filho é um presente para o mundo. Você vai ser um presente para o seu filho se agir dessa maneira.
 
           Ajude-os a se tornarem a versão verdadeira e maravilhosa de si mesmos, pois é isso o que eles estão destinados a ser!

Traduzido pela equipe de O Segredo
Fonte: FinerMinds
           http://thesecret.tv.br/2015/04/transtorno-do-deficit-de-atencao-e-hiperatividade-em-criancas-desordem-ou-dom/